Após corte de gás para Bulgária e Polônia, Alemanha diz que aceita fazer pagamentos em rublos

"Estamos com discussões em andamento com a Gazprom sobre a implementação do decreto russo sobre pagamento em rublos", anunciou a diretora da empresa de energia alemã Uniper

278

A empresa de energia alemã Uniper está admitindo a possibilidade de pagar o gás russo em rublos, disse Tiina Tuomela, diretora financeira da empresa durante uma teleconferência nesta quarta-feira (27).

“Até o momento, o fluxo de gás russo sob nosso contrato de longo prazo existente permanece intocado. Estamos com discussões em andamento com a Gazprom sobre a implementação do decreto russo sobre pagamento em rublos, dadas as declarações da Comissão Europeia sobre sanções”, disse ela, citada pela TASS.

- Publicidade Patrocinada -

De acordo com Tuomela, o novo mecanismo de pagamento de gás baseado em rublo não prejudica as sanções impostas pela UE à Rússia em meio à crise na Ucrânia. O esquema, no entanto, ainda está sendo discutido com as autoridades alemãs.

O próximo pagamento de Berlim pelo gás russo vence no final de maio.

A Uniper espera que a crise na Ucrânia prejudique seus lucros em 2022, principalmente devido à suspensão induzida por sanções à certificação do projeto de gasoduto Nord Stream 2 da Rússia, que foi parcialmente financiado pela empresa alemã. Além disso, as receitas da Uniper na Rússia foram atingidas e há preocupações sobre o futuro da subsidiária russa da empresa, a geradora de energia Unipro, onde esta detém uma participação de 83,73%. A empresa alemã perdeu € 3,1 (US$ 3,3) bilhões devido a sanções anti-Rússia nos primeiros três meses de 2022 e espera perder mais € 2 (US$ 2,12) bilhões nos próximos meses.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui