Bayer no Brasil ávida para ajudar no aumento das exportações agrícolas para a China

352
- 广告 Publicidade -

Como maior parceiro comercial do Brasil, a China também é um dos três maiores mercados da Bayer em todo o mundo.

A Bayer, uma empresa inovadora alemã especializada em saúde e agricultura, atualmente conta com uma nova área de plantio protegida para pesquisa de milho e soja, localizada em Petrolina, estado de Pernambuco, no nordeste do Brasil.

- Publicidade Patrocinada -

Em maio, China e Brasil concordaram em fortalecer o comércio bilateral de produtos agrícolas.

De acordo com Márcia José, diretora de Segurança de Produtos, LATAM Bayer:

“Brasil e China têm uma relação muito próxima com relação ao ambiente agrícola. A China é a primeira em importação de soja brasileira. Então a China é muito importante para o Brasil na exportação de nossas colheitas.”

Fernando Prudente, diretor do Negócio de Soja e Algodão, Bayer Brasil.

“Nosso consumo não é tão grande, talvez 70 ou 75% da produção de soja é para exportação e nosso primeiro consumidor é a China.”

A nova área de cultivo protegida do Centro de Inovação da Bayer em Petrolina visa agilizar ainda mais o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias inovadoras para o Brasil.

Nos últimos anos, a Bayer tem impulsionado a inovação para ajudar os agricultores brasileiros a aumentar os rendimentos, a qualidade e a resistência a doenças em lavouras.

“A Bayer projetou duas tecnologias principais, com foco no Brasil. A primeira é uma tecnologia de soja e a outra é uma tecnologia de milho. Todas essas vão aumentar a previsão e proporcionar uma produção mais sustentável no Brasil. Portanto, isso ajudará a aumentar nossos rendimentos.” disse Márcia José.

O Centro de Inovação de Petrolina é o maior centro de pesquisas da Bayer no hemisfério sul, empregando de 700 a 1.000 pessoas, dependendo da época de colheita.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui