Brasil destaca resultados da 14ª Cúpula do BRICS

425
- 广告 Publicidade -

O governo brasileiro destacou na última sexta-feira os resultados da 14ª Cúpula do BRICS realizada nos dias 23 e 24 de junho sob a presidência rotativa da China, sob o tema “Promover Parceria do BRICS de Alta Qualidade, Inaugurar Uma Nova Era para o Desenvolvimento Global”.

Em um comunicado, o Palácio do Itamaraty, a chancelaria brasileira relatou que no dia 23 de junho, os líderes do Brasil, Jair Bolsonaro, da Rússia, Vladimir Putin, da Índia, Narendra Modi, da China, Xi Jinping; e da África do Sul, Cyril Ramaphosa, se reuniram em formato virtual.

- Publicidade Patrocinada -

Os presidentes debateram sobre temas como a governança mundial, a luta contra a pandemia da COVID-19, a recuperação econômica, o desenvolvimento sustentável, a cooperação intra-BRICS e o fortalecimento institucional do grupo, e aprovaram a Declaração de Beijing na reunião.

“O presidente Jair Bolsonaro destacou a importância que o Brasil atribui ao BRICS como um foro de diálogo e cooperação, que reforça a relevância do multilateralismo e de uma ordem internacional mais justa e inclusiva”, disse o Itamaraty.

“Reiterou a opinião do Brasil de que o BRICS deve orientar sua parceria para o desenvolvimento sustentável e por resultados concretos que gerem benefícios para todos”, acrescentou.

Os líderes expressaram satisfação com os resultados da cooperação intra-BRICS, da qual decorreu o lançamento, neste ano, do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Vacinas do BRICS, e reforçaram os avanços nas áreas de economia, finanças e comércio; saúde e vacinas; combate ao terrorismo e a crimes transnacionais; e ciência, tecnologia e inovação.

“Também abordaram a situação na Ucrânia e recordaram suas posições nacionais sobre o tema, conforme defendidas nos foros pertinentes das Nações Unidas”, disse a nota do Itamaraty.

“O Brasil defendeu a solução pacífica e negociada do conflito, clamou pela busca urgente de solução para a crise humanitária e ressaltou a necessidade de respeito ao Direito Internacional e aos princípios da Carta da ONU”, acrescentou a nota.

No dia 24, o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, representou o Brasil no “Diálogo de Alto Nível sobre o Desenvolvimento Global”, iniciativa que visa ampliar o diálogo do BRICS com outros países em desenvolvimento e demonstrar a vocação do grupo para fortalecer o papel das economias emergentes na governança global.

A convite da presidência de turno chinesa, participaram desse segmento os líderes da Argélia, Argentina, Camboja, Cazaquistão, Egito, Etiópia, Fiji, Indonésia, Irã, Malásia, Senegal, Tailândia e Uzbequistão, segundo o comunicado.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui