Brasil é oitavo no revezamento misto do esqui cross-country e encerra campanha em Beijing 2022; veja todos os resultados do país

Colocação é melhor que o 13º lugar em PyeongChang 2018. Prova foi vencida pelos EUA, seguido da República Popular da China e do Canadá. Veja foi como foi a campanha do Brasil em Beijing 2022.

195
Foto: 2022 Getty Images

A equipe brasileira de Para esqui cross-country encerrou sua participação em Beijing 2022 com o oitavo lugar na prova de revezamento misto, realizada neste domingo, último dia de disputas destes Jogos de Inverno, no Centro Nacional de Biatlo, em Zhangjiakou.

O Brasil participou com Robelson LulaCristian RiberaAline Rocha e Guilherme Rocha, com cada um percorrendo 2,5km dos quatro trechos do percurso. O tempo final da equipe foi de 29min26s5.

- Publicidade Patrocinada -

A vitória acabou com os Estados Unidos, com 23min52s6 – mais de cinco minutos e meio à frente dos brasileiros. A prata ficou com a anfitriã República Popular da China, e o bronze foi para o Canadá. Foi a primeira medalha dos norte-americanos em uma prova de revezamento em Jogos de Inverno.

Equipe chegou a estar no top 5

O Brasil iniciou a prova com Robelson Lula, que manteve o país em quarto ao final do primeiro quilômetro e em quinto na primeira troca, após sofrer uma queda, com Ucrânia e Canadá em primeiro e segundo, respectivamente.

“Consegui manter o ritmo forte em todo o trajeto, apesar da queda que tive na curva. Consegui me manter em quinto. Mas, no geral, está todo muito de parabéns”, afirmou o paraibano Robelson em declarações publicadas pelo site do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

Tendo percorrido 1,5km de seu trecho e quatro no geral, Cristian Ribera vinha mantendo os brasileiros em quinto, com a Ucrânia ainda na frente – entretanto, os líderes acabaram ultrapassados pela China no segundo revezamento, aos 5km.

Por sua vez, Cristian entregou para Aline aos 5km de prova com o Brasil na sétima posição, junto ao Japão. A partir daí, coube a ela e a Guilherme Rocha seguirem seus percursos para completar os 10km totais e dar ao país seu melhor desempenho na prova – em PyeongChang 2018, Aline e Cristian ficaram apenas em 13º lugar, com cada um correndo 5km.

“Hoje a neve estava excelente, para mim, estava ótima. Acabou sendo a minha melhor volta de todas as provas nos Jogos. Foi muito bom poder participar. Foi uma diversão para a gente”, completou a paranaense de Pinhão ao CPB.

Resultados do Brasil no Para esqui cross-country

Além do revezamento misto, o Brasil disputou as provas individuais de sprint, média e longa distância tanto no masculino como no feminino.

Confira todos os resultados dos brasileiros em Pequim:

Sprint masculino

Cristian Ribera – 9º lugar (melhor colocação de um brasileiro na prova em Jogos de Inverno)

Guilherme Rocha – 18º lugar

Robelson Lula – 21º lugar

Wesley Vinicius dos Santos – 24º lugar

Sprint feminino

Aline Rocha – 10º lugar (melhor colocação de uma brasileira na prova em Jogos de Inverno)

Média distância masculino (10km)

Cristian Ribera – 13º lugar

Guilherme Rocha – 18º lugar

Robelson Lula – 20º lugar

Wesley Vinicius dos Santos – 27º lugar

Média distância feminino (7,5km)

Aline Rocha – 10º lugar (melhor colocação de uma brasileira na prova em Jogos de Inverno)

Longa distância masculino (18km)

Cristian Ribera – 14º lugar

Guilherme Rocha – 19º lugar

Robelson Lula – 20º lugar

Wesley Vinicius dos Santos – 23º lugar

Longa distância feminino (15km)

Aline Rocha – 7º lugar (melhor colocação de uma brasileira na prova e segundo melhor geral do Brasil em Jogos de Inverno)

Revezamento misto (4×2,5km)

Brasil (Robelson Lula, Cristian Ribera, Aline Rocha e Guilherme Rocha) – 8º lugar (melhor colocação do país na prova em Jogos de Inverno)

Resultados do Brasil no Para snowboard

Snowboard Cross – SB-LL1

André Barbieri – 13º lugar

Banked Slalom – SB-LL1

André Barbieri – 13º lugar

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui