Brasil se posiciona contra sanções à Rússia e possível expulsão dela do FMI e do Banco Mundial

O Brasil é contra a guerra entre Rússia e Ucrânia e as sanções contra Rússia e uma possível expulsão do país do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial.

252

O Brasil é contra a guerra entre Rússia e Ucrânia e as sanções contra Rússia e uma possível expulsão do país do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, afirmou nesta terça-feira o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em declarações à imprensa, Guedes disse que o Brasil defende que haja diálogo entre ambas as partes para terminar o conflito e que, com isso, acabem as sanções que o Ocidente impôs a Rússia.

- Publicidade Patrocinada -

Segundo o ministro brasileiro, a Constituição do país impede que o Brasil apoie sanções a outro Estado que não tenham sido decretadas pela ONU e, na mesma linha, ressaltou que as regras do FMI não permitem que a Rússia seja expulsa do grupo.

Para Guedes, uma possível expulsão russa do FMI e do Banco Mundial estimularia una guerra econômica ainda maior no mundo.

“Não podemos removê-los do FMI nem do Banco Mundial, a pergunta é se a Rússia deveria permanecer neles se não se comporta adequadamente”, afirmou Guedes, lembrando que as regras de ambas as instituições impedem a expulsão de um país membro, e que se isso acontecesse serviria para “destruir pontes”.

“Apoiamos as regras do FMI, que dizem que não podemos expulsar a Rússia. A única razão que deveríamos preservar é servir de ponte para convencê-los a um cessar-fogo. Se os expulsarmos, estamos estimulando a guerra econômica”, concluiu.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui