Chanceler chinês faz proposta de 3 pontos para fortalecer cooperação no Leste Asiático

318
O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores participa da 12ª Reunião dos Ministros das Relações Exteriores da Cúpula do Leste Asiático em Phnom Penh, Camboja, em 5 de agosto de 2022. (Van Pov/Xinhua)
- 广告 Publicidade -

Phnom Penh, 6 ago (Xinhua) — O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, fez na sexta-feira uma proposta de três pontos para melhorar a cooperação no Leste Asiático ao participar da 12ª Reunião dos Ministros das Relações Exteriores da Cúpula do Leste Asiático em Phnom Penh, Camboja.

Wang disse que a Cúpula do Leste Asiático foi fundada com o claro propósito de promover a paz, a estabilidade e o desenvolvimento regionais, enfatizando sua adesão à centralidade da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) e seu compromisso com o desenvolvimento integrado e a prosperidade comum do Leste Asiático.

- Publicidade Patrocinada -

Atualmente, a situação internacional e regional está passando por mudanças complicadas, juntamente com problemas proeminentes de incerteza e instabilidade, observou Wang.

A recuperação econômica pós-pandemia continua lenta, os efeitos negativos da crise na Ucrânia se espalham, os problemas de energia, alimentos e finanças surgem um após o outro e a estabilidade das cadeias industriais e de suprimentos foi seriamente afetada, disse Wang.

Ele destacou que os países regionais esperam que a Cúpula do Leste Asiático desempenhe um papel positivo na construção de consenso entre todas as partes e na abordagem adequada dos desafios.

“Devemos rever os propósitos originais da cúpula, orientar firmemente sua direção de desenvolvimento e impedir que pequenos círculos exclusivos afetem a arquitetura regional”, disse ele.

Wang pediu a defesa do verdadeiro multilateralismo e regionalismo aberto, defendendo a visão de segurança comum, abrangente, cooperativa e sustentável e salvaguardando as normas básicas que regem as relações internacionais sustentadas pelos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas.

Wang apresentou uma proposta de três pontos da China para o próximo desenvolvimento da cúpula:

Em primeiro lugar, insistir em realizar diálogos sobre segurança política de forma construtiva.

Wang instou os países regionais a manter o espírito de abertura e inclusividade, aderir à abordagem asiática e acomodar as necessidades e preocupações de todas as partes.

“Devemos respeitar um aos outros, buscar um terreno comum enquanto reservamos as diferenças, e não traçar linhas ao longo da ideologia”, disse ele.

Exortou todas as partes a aderirem ao princípio da independência soberana, conduzirem diálogos e intercâmbios em pé de igualdade e absterem-se de interferir nos assuntos internos de outros países.

“Devemos consolidar a arquitetura de cooperação regional centrada na ASEAN e nos opor ao confronto do bloco na região”, disse ele.

Em segundo lugar, fortalecer o ímpeto da cúpula para o desenvolvimento e a cooperação. Wang disse que os países devem dar prioridade ao desenvolvimento e meios de subsistência, aumentar o investimento nas áreas como redução da pobreza, como parte dos esforços para resolver o assunto de desenvolvimento e alcançar um desenvolvimento comum.

Enquanto os países elaboram um novo plano de ação de cinco anos, a aspiração comum dos países regionais de alcançar uma recuperação sustentável deve ser devidamente refletida.

Terceiro, promover a capacidade de enfrentar conjuntamente os riscos e desafios. Wang pediu apoio à ASEAN na construção de centros regionais de produção e distribuição de vacinas e no fortalecimento da capacitação em saúde pública.

Ele também pediu aos países que implementem a iniciativa de cooperação em segurança alimentar global, promovam conjuntamente a segurança e a acessibilidade energéticas e garantam um fornecimento estável de energia.

Wang disse que os países devem apoiar a liberalização e a facilitação do comércio e investimento, manter a estabilidade e o fluxo suave das cadeias industriais e de suprimentos e construir a área de livre comércio da Ásia-Pacífico e uma comunidade econômica da Ásia-Pacífico.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui