China chama de ‘político e falso’ relatório americano sobre origem da covid

169

Pequim, 31 Out 2021 (AFP) – A China rejeitou neste domingo (31) uma investigação dos serviços de inteligência dos Estados Unidos publicada na sexta-feira (29) sobre as origens da pandemia de covid-19, chamando-a de “política e falsa”, e exortou Washington a “parar de atacar” Pequim.

“Não importa quantas vezes este relatório seja publicado e quantas versões sejam inventadas, ele não pode mudar a natureza completamente política e falsa” de suas conclusões, disse o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin.

A China já havia expressado forte oposição às descobertas iniciais publicadas no relatório resumido no final de agosto, acrescentou o ministério em um comunicado.

O ministério pediu aos Estados Unidos que “parem de atacar e difamar a China”.

O documento divulgado na sexta-feira é uma nova versão do relatório ultrassecreto apresentado no final de agosto ao presidente dos Estados Unidos, que deu aos serviços de inteligência 90 dias para “redobrar seus esforços” para explicar a origem da pandemia.

O relatório observa que, sem novas informações, as agências de inteligência não poderiam concluir se o vírus apareceu por zootransmissão ou vazamento de laboratório, acrescentando que a cooperação da China provavelmente será necessária para chegar a uma avaliação conclusiva das origens do vírus.

Ao mesmo tempo, enfatiza que Pequim continua a “dificultar a investigação global.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui