China insta OTAN a parar de espalhar comentários provocativos, diz porta-voz

237

A OTAN deve parar imediatamente de espalhar desinformação e comentários provocativos contra a China, assim como descartar a abordagem confrontacional de traçar linhas ideológicas, declarou o Ministério das Relações Exteriores da China nesta segunda-feira, acrescentando que a China apresentou representações solenes à OTAN por diversas vezes.

O porta-voz Zhao Lijian fez a declaração em uma coletiva de imprensa regular em resposta às acusações e difamação infundada do secretário-geral da OTAN contra a China.

- Publicidade Patrocinada -

Zhao disse que, há já algum tempo, ignorando os fatos, o dirigente da OTAN vem fazendo falsas observações sobre a política externa chinesa, invocando a chamada teoria da “ameaça da China” e recentemente se engajou em coerção contra o país asiático.

“A China está fortemente insatisfeita, se opõe firmemente a isso e apresentou representações solenes à OTAN por diversas vezes, salientou.

Como a maior aliança militar do mundo e um produto da Guerra Fria, a OTAN há muito aderiu ao seu conceito de segurança antiquado, engajou-se no confronto de campo à maneira antiga da Guerra Fria e tornou-se uma ferramenta para países individualmente buscarem hegemonia, disse.

A OTAN afirma ser uma “organização de defesa”, mas está, de fato, constantemente criando confrontos e distúrbios, afirmou o porta-voz, acrescentando que a organização exige que outros países respeitem as normas básicas das relações internacionais, mas trava guerras e bombardeios indiscriminados contra Estados soberanos, matando e desalojando civis inocentes.

A organização é claramente uma entidade militar no Atlântico Norte, mas, nos últimos anos, tem jogado seu peso e agitado conflitos na região da Ásia-Pacífico, observou Zhao.

“A OTAN continua rompendo fronteiras geográficas e territoriais e defende uma nova Guerra Fria de confronto em bloco. A comunidade internacional deve estar em alerta máximo e se opor firmemente a isso”, acrescentou.

Zhao enfatizou que a China sempre foi uma construtora da paz mundial, contribuinte para o desenvolvimento global e defensora da ordem internacional, e que seguirá inabalavelmente o caminho de desenvolvimento pacífico. O desenvolvimento da China significa oportunidades para o mundo, em vez de uma ameaça para qualquer um, esclareceu.

Segundo o porta-voz, a OTAN tem perturbado a Europa e deveria parar de tentar desestabilizar a Ásia e o mundo inteiro.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui