Cidades chinesa Mianyang e brasileira Niterói estabelecem parceria de cooperação amistosa

O prefeito Axel Grael destacou que Niterói e Mianyang promoverão o desenvolvimento bilateral e aperfeiçoarão a amizade dos povos das cidades irmãs

172

O governo municipal de Niterói, do Rio de Janeiro, no Brasil, realizou uma cerimônia online na quinta-feira (21), horário local, assinando o Memorando de Establecimento de Cooperação Amistosa com o governo de Mianyang, em Sichuan, localizada no sudoeste da China.

Mais de 30 representantes de todas as esferas, incluindo Tian Min, Cônsul Geral da China no Rio, Lu Jian, vice-prefeito de Mianyang, Axel Grael, prefeito de Niterói, e Antônio Claudio, reitor da Universidade Federal Fluminense (UFF), participaram do evento.

A cônsul Tian Min elogiou o progresso positivo realizado com as trocas amistosas entre a China e o Brasil e parabenizou as cidades de Mianyang e Niterói pelo estabelecimento de uma relação de amizade e cooperação.

Ela destacou que, sob a epidemia, a cooperação China-Brasil manteve um ímpeto de desenvolvimento constante e progressivo, e a cooperação pragmática nas áreas de economia e comércio bilateral, intercâmbio entre pessoas e cooperação antiepidêmica conjunta alcançou resultados frutíferos.

O fortalecimento do intercâmbio amigável e da cooperação entre as cidades locais é propício para a promoção do desenvolvimento de uma parceria estratégica abrangente entre a China e o Brasil, afirmou ela.

Espera-se que após a assinatura da Cooperação Amigável, as duas partes possam cooperar nas áreas de ciência e tecnologia, economia e comércio, esporte, agricultura, educação e turismo, com benefícios mútuos. Prevê-se ainda a formulação de uma agenda de atividades, em que serão traçados os projetos cooperativos, de acordo com o site oficial da prefeitura de Niterói.

O Escritório de Relações Exteriores de Mianyang e o Escritório de Gestão de Projetos de Niterói coordenam o intercâmbio entre as duas cidades.

Lu Jian disse que nos últimos anos as relações de amizade locais entre Sichuan e o Brasil têm se intensificado ativamente.

Os intercâmbios governamentais e não governamentais entre as duas partes têm sido frequentes, e os intercâmbios e a cooperação em economia e comércio, cultura e turismo têm sido realizados. Ele destacou que o atual acordo “cria uma nova jornada de desenvolvimento, intercâmbio comercial e inovação tecnológica entre as duas cidades”.

A cidade de Mianyang se esforça para construir um novo plano de reforma e abertura no interior do oeste da China e espera fortalecer o intercâmbio amigável com a cidade de Niterói nas áreas de inovação tecnológica, intercâmbio econômico e comercial, cultura e educação, e dar as mãos para realizar contribuições positivas para enriquecer a parceria estratégica abrangente entre a China e o Brasil.

“Há um provérbio que diz que nem as montanhas e o mar podem afastar as pessoas com aspirações comuns. Brasil e China são os países em maior desenvolvimento no hemisfério oriental e ocidental, com aspirações comuns. Esse memorando de entendimento não só reflete o desejo de cooperação, mas também um novo capítulo de desenvolvimento, onde as duas cidades ganhem. Será uma oportunidade de desenvolver o comércio, o desenvolvimento tecnológico e o intercâmbio local”, destacou Jian.

Grael agradeceu sinceramente à China por doar e ajudar na aquisição de importantes materiais antiepidêmicos para Niterói durante a epidemia e por salvar a vida das pessoas. Ele expressou sua vontade de fortalecer o intercâmbio de experiências de desenvolvimento social com a China, aderir ao conceito de benefício mútuo e cooperação ganha-ganha e, em conjunto, promover o desenvolvimento das relações bilaterais e melhorar o bem-estar do povo.

O prefeito de Niterói afirmou que será um privilégio trocar experiências com a República Popular da China, rica em conhecimento nos mais diferentes aspectos do desenvolvimento humano. Ele acrescentou: “Niterói, que tem um dos melhores Índices de Desenvolvimento Humano do País, também se orgulha de seus atributos naturais, econômicos e sociais. Junto à Mianyang, vamos promover o desenvolvimento bilateral e aperfeiçoar a amizade dos povos das cidades irmãs”, destacou Grael.

A cidade chinesa de Mianyang possui 15 faculdade e universidades, como a a Southwest University of Science and Technology (SWUST), 26 laboratórios-chave de nível estadual e provincial. O reitor da UFF acredita que a cooperação entre Niterói e Mianyang será de grande interesse para o corpo acadêmico da instituição, segundo destacou o site oficial da prefeitura de Niterói. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui