Cientistas da China tinham projeto com coronavírus em morcegos, diz jornal britânico

A pesquisa tinha intenção de gerar imunidade aos animais

247

Uma reportagem publicada pelo jornal britânico Telegraph informa que o Instituto de Virologia de Wuhan, na China, procurou, em 2018, financiamento para infectar morcegos com uma forma modificada de coronavírus em cavernas da província de Yunnan.

O projeto de pesquisa visava gerar imunidade nos animais e protegê-los de doenças que pudessem ser transmitidas para seres humanos.

Entretanto, o financiamento do projeto não foi aprovado para evitar riscos à população local.

Desde o início da pandemia de covid-19, a China nega que o novo coronavírus (SARS-CoV-2) tenha surgido em laboratório. Pesquisas científicas também apontam que o vírus sofreu uma mutação natural para se tornar infeccioso em humanos.

Para a Organização Mundial da Saúde, a origem da covid-19 ainda não tem uma conclusão definitiva. Os Estados Unidos, bem como a comunidade científica global, segue pesquisando sobre o surgimento do novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui