Colocaram um jagunço armado em homenagem ao Dia do Agricultor, diz Stedile, do MST

Dirigente e fundador do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), o economista João Pedro Stedile lamenta a imagem escolhida pela Secretaria de Comunicação do governo Jair Bolsonaro para homenagear o Dia do Agricultor.

189

Nas redes sociais, a Secom publicou uma fotografia de um homem com uma arma em celebração à data, acompanhada de um texto que diz que os agricultores “não pararam durante a crise da Covid-19 e garantiram a comida na mesa de milhões de pessoas no Brasil e ao redor do mundo.”

“O governo Bolsonaro é insano e fascista. Tiveram o desplante de retratar um camponês, em homenagem ao dia do agricultor, como um jagunço armado. Não entendem nada da vida no campo”, afirma Stedile.

Na publicação, o governo Bolsonaro também celebra a redução nas invasões de terra, que, segundo eles, foram 12 entre 2019 e 2021, relacionando o resultado à extensão da “posse de arma do proprietário rural a toda a sua propriedade, para proteção das famílias”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui