Coreias do Norte e do Sul restabelecem comunicação encerrada há dois meses

Regime de Kim Jong-un havia cortado diálogo em agosto; reaproximação ocorre após escalada de corrida armamentista

148

A Coreia do Norte e a Coreia do Sul restabeleceram seus canais de comunicação na manhã desta segunda-feira (4, noite de domingo no Brasil), cerca de dois meses após o regime de Pyongyang encerrar a interlucução completamente.

O ministério sul-coreano de Unificação disse em um comunicado que autoridades das duas Coreias fizeram na manhã de segunda-feira sua primeira ligação telefônica desde agosto.

“Com a restauração da linha de comunicação Sul-Norte, o governo [de Seul] considera que se criou uma base para a recuperação das relações intercoreanas”, declarou a pasta.

Mais cedo, ao anunciar que a comunicação seria restabelecida, a agência de notícias norte-coreana KCNA disse que “as autoridades sul-coreanas devem fazer esforços positivos para colocar as relações Norte-Sul no caminho certo”.

O regime do ditador Kim Jong-un interrompeu os canais de diálogo com Seul no início de agosto, em sinal de protesto contra exercícios militares conjuntos entre as forças armadas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos. O corte ocorreu poucos dias após as Coreias restabelecerem as comunicações depois de um ano de silêncio entre as partes.

O gesto de reaproximação desta segunda-feira se dá em um contexto de acirramento da corrida armamentista na península Coreana ao longo dos últimos meses. Em setembro, Pyongyang e Seul realizaram disparos de mísseis balísticos, em uma demonstração de algumas das armas mais sofisticadas que os países têm desenvolvido.

A diferença entre as ações militares das duas Coreias é que os sistemas de mísseis balísticos do Norte foram proibidos por sanções do Conselho de Segurança das Nações Unidas, entidade responsável por zelar pela paz em âmbito mundial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui