Cúpula das Américas foi criticada e boicotada por muitos países latino-americanos

O presidente cubano Miguel Díaz-Canel afirmou que não participaria da cúpula das Américas sob nenhuma circunstância.

288
- 广告 Publicidade -

A 9ª Cúpula das Américas está sendo realizada em Los Angeles de 6 a 10 de junho, horário local. No entanto, antes de sua realização, ela foi criticada e boicotada por muitos países latino-americanos.

A Cúpula das Américas nasceu em 1994 por iniciativa do ex-presidente norte-americano Bill Clinton. Este ano, seu tema é “Construindo um futuro sustentável, resiliente e justo” e os Estados Unidos sediarão novamente, desde que a primeira cúpula foi realizada em Miami.

- Publicidade Patrocinada -

O presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou anteriormente que não planejava convidar os líderes de Cuba, Nicarágua e Venezuela para a cúpula devido a “preocupações com a democracia”. Isso causou forte insatisfação nos países da América Latina e do Caribe.

O jornal espanhol El Pais disse que Biden esperava reafirmar a chamada “liderança” dos Estados Unidos na América Latina ao sediar a cúpula das Américas, mas devido ao mau manejo, a cúpula se transformou em um “pesadelo diplomático”.

O presidente cubano Miguel Díaz-Canel afirmou que não participaria da cúpula das Américas sob nenhuma circunstância. Os líderes do México, Bolívia, Antígua e Barbuda também manifestaram sua recusa em participar da cúpula se os Estados Unidos não convidarem todos os líderes dos países americanos.

Em 27 de maio, 10 países, incluindo Cuba, emitiram uma declaração conjunta na cúpula da Aliança Bolivariana das Américas, condenando a tentativa dos Estados Unidos de dividir as Américas. Os participantes afirmaram que a realização da Cúpula das Américas deste ano teve motivação política para excluir alguns países, e a decisão unilateral do país anfitrião, os Estados Unidos, causou um sério retrocesso nas relações de muitos países do Hemisfério Ocidental.

Embora os Estados Unidos afirmem que não querem convidar três países, inclusive Cuba, por “questões democráticas”, a Al Jazeera destacou que muitos dos países convidados também não eram “modelos” dos valores promovidos pelos Estados Unidos. Especialistas acreditam que os Estados Unidos estão realmente servindo a seus próprios interesses ao estabelecer seus próprios padrões para a democracia.

Mariana Aparicio, professora da Universidade Nacional Autônoma do México, acredita que os Estados Unidos pretendem usar esta Cúpula das Américas para demonstrar sua liderança nas questões prioritárias da América Latina e do Caribe, transformando a Cúpula das Américas na “Cúpula dos EUA”.

Por outro lado, alguns analistas apontaram que a “diplomacia democrática” de Biden está presa em um dilema.

O governo Biden anunciou recentemente que relaxaria algumas das sanções impostas a Cuba e Venezuela durante o mandato de Trump, mas a mídia norte-americana apontou que Cuba e Venezuela não fizeram “concessões políticas” e se aproximaram da “democracia ao estilo americano”, levando à oposição interna a Biden dentro do Partido Democrata.

O Jornal Wall Street observou que, considerando as eleições de meio de mandato, o governo Biden mudou sua atitude “tolerante” em relação a Cuba e outros países, alegando que a política de sanções permaneceu praticamente inalterada, o que levou a protestos de outros democratas dos EUA. Gregory Meeks, presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados dos EUA, e três outros congressistas democratas escreveram em conjunto uma carta a Biden, ressaltando que o isolamento de alguns países só prejudicará a influência dos Estados Unidos nas Américas.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, afirmou ontem(6) que a América Latina não é o “quintal” de alguém, e a cúpula nas Américas não é uma cúpula dos Estados Unidos. O fato de os Estados Unidos terem tentado interferir nos assuntos da América Latina e do Caribe sob o pretexto de sediar a Cúpula das Américas está fadado ao fracasso.

- Publicidade Patrocinada -

1 COMENTÁRIO

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui