Dória anuncia afastamento do Governo de São Paulo

Na manhã desta terça (22), o governador do Estado de São Paulo, João Dória (PSDB), se reuniu com a imprensa internacional para anunciar seu afastamento do cargo no próximo dia 31 de março e apresentar um balanço de sua gestão.

473
O governador de São Paulo, João Dória, em encontro com correspondentes internacionais. 22 de março de 2022, SÃO PAULO.

Eleito em 2018, Dória deve se afastar do cargo de governador para poder disputar a presidência no próximo período eleitoral que se aproxima. O atual vice-governador, Rodrigo Garcia (PSDB), assumirá o governo no próximo. Além de vice, Garcia é também pré-candidato ao governo do Estado de São Paulo.

Para o governador, isso se trata de uma “falha legal” do sistema jurídico que privilegia a reeleição, uma vez que aquele que pretende estender o cargo que já ocupa continua no controle da ‘máquina pública’ durante o período eleitoral. 

- Publicidade Patrocinada -
Encontro do Governador João Dória com correspondentes internacionais. 22 de março de 2022, SÃO PAULO.

Durante a coletiva, o governador João Dória, que se apresenta como um “liberal-social”, fez um balanço de sua gestão e dos programas sociais criados. Apesar de ter sido marcada pelas restrições decorrentes da pandemia da COVID-19, conseguiu manter taxas positivas de crescimento econômico, muito acima da média nacional. Henrique Meirelles, atual Secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, também esteve na reunião e reiterou que essa é uma reversão na tendência histórica, na qual o Brasil costumava crescer mais que São Paulo, o que revelaria que o crescimento econômico é possível desde que as políticas sejam praticadas por ‘uma boa equipe, com boa administração’.

Perguntado sobre a possibilidade do ex-juíz de Curitiba, Sérgio Moro (Podemos), estar com o governador em uma eventual chapa presidencial, Dória disse que as articulações tem se dado entre PSDB, Cidadania, MDB e União Brasil, mas não descartou um diálogo nesse sentido.

Sobre a possível chapa Lula-Alckmin, Dória comentou que jamais seria vice de Lula, e que essa chapa seria um ‘desrespeito aos 27 anos de trajetória’ antipetista de Alckmin. Perguntado se ele cogitaria compor uma chapa com Lula, o governador de São Paulo disse que jamais comporia com o ex-presidente, uma vez que o que o teria motivado a entrar para a política foi ‘combater o PT’. 

Respectivamente: Governador João Dória, secretário de Relações Internacionais de São Paulo Júlio Serson, Gustavo Junqueira do Invest SP e o secretário executivo de comunicações do Estado de SP Eduardo Pugnali. 22 de março de 2022, SÃO PAULO.

Foi apresentado também um balanço da atuação do escritório de São Paulo em Shanghai, por onde Dória afirmou não haver espaço para ‘política, eleição e ideologia’ quando o assunto é relações internacionais. Segundo o governador, os investimentos chineses em SP quadruplicaram durante sua gestão, e houve um aumento considerável nas exportações do agronegócio para a China.

Ainda sobre a cooperação com a China, Dória disse que a atual gestão planeja ainda uma terceira viagem, em junho ou setembro, antes do fim do mandato.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui