Eduardo Bolsonaro é diagnosticado com covid-19 após viagem a Nova York

Em transmissão nas redes sociais ontem, Bolsonaro disse, sem citar nomes, que duas pessoas conhecidas foram infectadas com covid, mesmo vacinadas. Ele tirou de contexto o caso de Queiroga, diagnosticado com a covid-19, para atacar a vacina.

174

Eduardo foi vacinado contra a covid-19 em agosto pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. A imunização não evita que a pessoa contraia o coronavírus, mas reduz o risco de o indivíduo desenvolver casos graves de covid, que exigem hospitalização e causam mortes.

A vacinação é a principal arma para proteção das formas graves da covid-19, mas não dispensa outros cuidados, como evitar aglomerações, utilizar máscara (principalmente a PFF2), preferir ambientes ventilados e higienizar as mãos.

Passaporte sanitário

No fim de agosto, Eduardo ingressou, junto com outros parlamentares, com um habeas corpus preventivo no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) para evitar que entrasse em vigor na capital paulista o “passaporte” da vacina, medida que proíbe a entrada de pessoas não vacinadas contra a covid-19 em grandes eventos.

Na ocasião ele disse que, caso passasse a valer, o passaporte da vacina poderia criar uma “segunda classe” de pessoas não imunizadas e que tal medida fere o direito de ir e vir da população. O pedido, no entanto, foi negado. Em sua decisão, o desembargador Fábio Gouvêa afirmou que é certo que o projeto do prefeito demonstra interesse público ao evitar o alastramento da covid-19 causado pela variante delta.

Margareth Dalcomo, pesquisadora da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), disse que a iniciativa de lançar um passaporte da vacina é uma medida de proteção coletiva.

Queiroga e diplomata também pegaram covid

Eduardo é o terceiro integrante da comitiva brasileira a se contaminar pelo coronavírus. Além dele, também pegaram a doença Queiroga e um diplomata, que organizou os preparativos para a viagem presidencial. O chefe da Saúde permaneceu em Nova York após o diagnóstico.

No total, 50 pessoas que viajaram com Bolsonaro para os Estados Unidos deverão ficar pelo prazo mínimo de cinco dias úteis em confinamento.

O secretário de comunicação do Planalto, André Costa, disse que o presidente encontra-se em isolamento no Palácio da Alvorada e está assintomático. O teste deve ser realizado no fim de semana — sábado ou domingo, nas palavras do secretário de comunicação.

Ministra da Agricultura também testa positivo

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, informou na manhã de hoje que também foi diagnosticada com a covid-19 e que passa bem.

Tereza Cristina disse que cancelou seus compromissos presenciais e permanecerá em isolamento. Ela tem 67 anos e já tomou a vacina contra a covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui