Eleições no Brasil devem contar com maior participação do público jovem, inclusive entre os chineses

Cresce entre os chineses mais jovens, o entendimento de que participar das eleições, escolhendo representantes que de fato lutem pelos direitos da comunidade chinesa no país, além de exercer a democracia, é algo crucial nos dias atuais.

378

As eleições gerais do Brasil em 2022 deverão contar com maior participação dos mais jovens. Até 21 de março, mais de 850 mil jovens entre 15 e 18 anos de idade já haviam solicitado a emissão do primeiro título de eleitor, atendendo ao chamado de uma grande campanha da Justiça Eleitoral que contou com a participação de artistas, famosos e influenciadores digitais, e que falou sobre a a importância do voto como uma forma de exercício da cidadania.

O prazo para a solicitação do primeiro título de eleitor vai até o dia 4 de maio.

- Publicidade Patrocinada -

A expectativa de maior participação nas eleições gerais do país, entre os descendentes chineses mais jovens, também é grande, principalmente no estado de São Paulo, que detém quase a totalidade dos 300 mil chineses que residem no Brasil.

Embora a participação nas eleições brasileiras seja obrigatória somente a partir dos 18 anos, já é possível exercer o direito ao voto a partir dos 16 anos. E é neste cenário de mobilização entre os mais jovens para o exercício da cidadania, que muitos candidatos buscam obter maior representatividade.

“O Brasil vive, na atualidade, um momento de forte desgaste político. Os mais jovens, que na verdade são o futuro do país, não conseguem enxergar-se na “velha política”. Assim como outras nações, vivemos hoje no Brasil uma transformação tecnológica que mudou à maneira pela qual nos comunicamos e interagimos. Os jovens carregam essa potencialidade de transformação e vão buscar lideranças que de fato os representem”, disse Li Li Min (Doutor Li), representante político escolhido em 2022 pelas lideranças da comunidade chinesa do Brasil, a pleitear o cargo de Deputado Estadual pelo estado de São Paulo.

Médico neurologista, neurocientista, professor titular da Universidade Estadual de Campinas (University of Campinas) e um dos maiores especialistas em epilepsia no mundo, o Doutor Li fala sobre a importância e a força dos jovens chineses, nas eleições de 2022.

“Cresce entre os chineses mais jovens, o entendimento de que participar das eleições, escolhendo representantes que de fato lutem pelos direitos da comunidade chinesa no país, além de exercer a democracia, é algo crucial nos dias atuais. Infelizmente, em função do governo vigente, aumentou a discriminação sofrida pelo povo chinês em terras brasileiras. Precisamos mudar essa realidade e os jovens são a nossa esperança nesse sentido. Através do voto eles podem mudar a realidade política atual”, disse Li.

Saiba como tirar o seu título aqui: https://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-de-eleitor/tudo-sobre-titulo-de-eleitor/

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui