Embaixada da China promove recepção para comemorar a chegada do Ano Novo Chinês

Evento no clube naval de Brasília reuniu autoridades, diplomatas e a comunidade chinesa

412
- 广告 Publicidade -

Na noite desta quarta-feira (18), a Embaixada da China no Brasil realizou uma cerimônia para celebrar a chegada do Ano Novo Chinês. O ano de 2023, que corresponde ao ano 4721 do calendário chinês, começa no dia 22 de janeiro e termina no dia 9 de fevereiro de 2024.

A recepção, realizada no Clube Naval em Brasília, contou com apresentações musicais e a exposição fotográfica “Uma Década Extraordinária da China na Nova Era”, mostrando as conquistas da China nas áreas de economia, bem-estar social, ciência, tecnologia e inovação e proteção ambiental.

- Publicidade Patrocinada -

Além do novo embaixador da China no Brasil, Zhu Qingqiao, estavam presentes a Cônsul Geral da China em São Paulo, Chen Peijie, a Cônsul Geral da China em Recife, Yan Yuqing, e a Cônsul Geral do Rio de Janeiro, Tian Min.

Embaixador e as Cônsules chinesas no Brasil

Autoridades, representantes de empresas chinesas, da imprensa, professores de mandarim e estudantes chineses no Brasil também prestigiaram o evento.

Em seu discurso, o embaixador Qingqiao lembrou que “em meio à anêmica recuperação da economia mundial, o comércio sino-brasileiro criou um novo recorde histórico, ultrapassando pela primeira vez a casa dos US$ 150 bilhões. Já a cooperação bilateral em investimentos cresceu, expandindo-se das áreas tradicionais para novas frentes como alta tecnologia e setores verdes com baixa emissão de carbono”.

Segundo o diplomata, “graças aos esforços dos chineses radicados no Brasil, o relacionamento sino-brasileiro conheceu um desenvolvimento constante. Nesse último ano, a comunidade promoveu a amizade bilateral valendo-se dos próprios diferenciais, empresas chinesas levaram adiante projetos de cooperação, jornalistas facilitaram a troca de informações de forma inovadora, e professores de mandarim e estudantes chineses estão na linha de frente da aproximação entre os dois povos. Vocês são os mais respeitáveis emissários da China”.

Destacou ainda que a China “sempre prezará a paz e o progresso, valorizando nossos amigos e parceiros. Estaremos sempre no lado certo da História em prol do progresso da civilização humana”.

- Publicidade Patrocinada -