Facebook libera posts que estimulem violência contra russos e preguem a morte de Putin e Lukashenko

Medida vale em países como Rússia, Ucrânia e Polônia

105

A Meta permitirá que usuários do Facebook e Instagram em alguns países peçam violência contra russos e soldados russos no contexto do conflito armado na Ucrânia, de acordo com e-mails internos vistos pela Reuters nesta quinta-feira, 10, em uma mudança temporária em sua política sobre discurso de ódio. 

A empresa de mídia social também está permitindo temporariamente postagens que pedem a morte do presidente russo Vladimir Putin ou do presidente bielorrusso Alexander Lukashenko em países como Rússia, Ucrânia e Polônia, de acordo com uma série de e-mails internos para seus moderadores de conteúdo.

“Como resultado da invasão russa à Ucrânia, permitiremos temporariamente formas de expressão política que normalmente violariam nossas regras, como discurso violento em frases, por exemplo, ‘morte aos invasores russos’. Seguiremos não permitindo pedidos de violência credíveis contra civis russos”, disse um porta-voz da Meta. 

- Publicidade Patrocinada -
- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui