Lula marca data da viagem aos EUA e planeja visita à China ainda neste semestre, diz mídia

Presidente também viajará à Argentina e ao Uruguai. A agenda em território norte-americano englobará diversos assuntos como manutenção da democracia e conflito entre Rússia e Ucrânia.

517
(Foto: Divulgação / Ricardo Stuckert)
- 广告 Publicidade -

No período entre o resultado das eleições até sua posse oficial em janeiro deste ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou reuniões com autoridades norte-americanas de alto escalão, e sua ida ao Estados Unidos já vinha sendo ventilada como algo que aconteceria em breve. Agora, a data foi marcada.

De acordo com o jornal O Globo, o presidente brasileiro viajará a Washington no dia 10 de fevereiro, onde se encontrará com o Joe Biden.

- Publicidade Patrocinada -

A agenda bilateral entre os dois países será bastante ampla, abrangendo, entre outros assuntos a manutenção da democracia, o aquecimento global, o conflito entre Rússia e Ucrânia e o aumento do comércio e dos investimentos entre Brasil e EUA, relata a mídia.

Biden foi um dos primeiros líderes internacionais a reconhecer a vitória de Lula em outubro passado e voltou a contactar o presidente brasileiro após as invasões às sedes do Palácio do Planalto, do Congresso e do Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília.

Em dezembro passado, Lula se reuniu com o conselheiro de Segurança Nacional estadunidense, Jake Sullivan. Os recentes movimentos mostram que o terceiro governo do presidente pretende manter laços fortes com os norte-americanos.

Antes de ir para os EUA, Lula viajará à Argentina e ao Uruguai. Não tão em breve, mas com expectativas para que aconteça ainda neste semestre, há o planejamento para que Lula viaje à China, relata a mídia.

O gigante asiático é o principal parceiro comercial do Brasil e um dos países em que as relações bilaterais foram afetadas negativamente no governo anterior.

- Publicidade Patrocinada -