Mais de 20 organizações dos EUA exigem que Biden suspenda Iniciativa China

Grupos de defesa sino-americanos pedem revisão independente do programa

227

Mais de 20 grupos de defesa sino-americanos enviaram conjuntamente uma carta aberta ao presidente dos EUA, Joe Biden, pedindo que interrompa uma iniciativa em andamento do Departamento de Justiça. A chamada “Iniciativa China” foi lançada em 2018 para investigar roubo de segredos comerciais e atividades de espionagem econômica consideradas ameaças à segurança nacional.

No entanto, a iniciativa foi amplamente criticada, de acordo com relatos da mídia dos EUA, já que muitos acadêmicos e cientistas de ascendência asiática foram processados ​​de forma errada ou com falta de evidências.

Um estudo divulgado pela Universidade Johns Hopkins mostrou que a iniciativa também exige que 94 distritos judiciais federais apresentem pelo menos uma acusação a respeito da China anualmente.

A carta, divulgada na última semana, pedia uma revisão independente para apurar se o programa visava injustamente indivíduos com base em sua raça e etnia, pedindo a Biden para “redobrar” os esforços para combater o ódio e a violência contra os sino-americanos.

“A Iniciativa visa ostensivamente investigar e processar a espionagem econômica e o roubo de segredos comerciais”, disseram as organizações, acrescentando que “no entanto, na prática, ela sujeita cientistas asiáticos, particularmente aqueles de ascendência chinesa, para vigilância e processos injustos, onde não existe nenhuma evidência de espionagem econômica ou roubo de segredo comercial”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui