Manifestação de caminhoneiros na BR-040 é pacífica e sem bloqueios

A concentração maior dos motoristas ocorre nas proximidades do Km 10 da rodovia, na divisa entre DF e GO

188

Apesar da possibilidade de bloqueios na BR-040, entre o Distrito Federal e Goiás, na manhã desta quinta-feira (9), caminhoneiros fazem uma manifestação pacífica e sem interdição da rodovia. A concentração maior ocorre nas proximidades do Km 10 da BR-040, na divisa entre DF e GO. Não há expectativa de bloqueio, segundo os motoristas. A estratégia dos manifestantes tem sido parar outros caminhoneiros convidando a categoria a cruzar os braços e encostar o veículo como forma de protesto.

“Nosso objetivo não é usar força bruta, queimar pneus, estragar nossas próprias rodovias que são nosso sustento. É conscientização, comoção. Estamos aqui pelas nossas famílias, pelo nosso sustento, pela nossa dignidade”, diz Wilton Souza França, 51 anos, morador de Luziânia (GO).

Os manifestantes que se concentram na BR-040 garantem que não há liderança. “Todos nós somos unidos. Não existe um líder. Precisamos de melhorias. Eu e meus colegas ficaremos aqui, lutando pelo nosso país”, afirma o caminhoneiro Edison Gomes Ferreira, 43 anos, também morador de Luziânia.

Manifestações

Caminhoneiros que apoiam o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fizeram manifestações em Brasília e em, ao menos, 16 estados na quarta-feira (8). Na capital federal, eles fecharam a BR-040 no sentido Plano Piloto, no fim da tarde e início da noite

Em um áudio gravado no final da noite, o presidente Jair Bolsonaro amenizou o discurso e fez um apelo aos caminhoneiros para que não parem o país. Após as falas do presidente do 7 de Setembro, rodovias próximas a Brasília e de outros 16 estados foram interrompidas pela categoria, o que gera risco de desabastecimento.

“Fala para os caminhoneiros aí que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia e isso provoca desabastecimento, inflação, prejudica todo mundo e, em especial aí, os mais pobres. Então, dá um toque aí nos caras, se for possível, e vamos liberar, tá ok? Para a gente seguir com a normalidade. Deixa com a gente em Brasília agora. Não é fácil negociar, conversar, por aqui com outras autoridades, mas a gente vai fazer a nossa parte e buscar uma solução, tá ok? E em meu nome manda um abraço a todos os caminhoneiros aí”, disse Bolsonaro em áudio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui