Ministros das Relações Exteriores chinês e ucraniano conversam por telefone sobre situação ucraniana

118

O conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores da China, Wang Yi, conversou por telefone a pedido com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, na terça-feira.

Kuleba informou Wang sobre a primeira rodada de negociações Ucrânia-Rússia, dizendo que o fim dos combates é a principal prioridade para a Ucrânia.

- Publicidade Patrocinada -

A Ucrânia permanece aberta a um acordo negociado para a questão atual e trata as conversas com a Rússia com sinceridade positiva, disse Kuleba, acrescentando que, apesar das dificuldades atuais, o lado ucraniano permanece calmo e disposto a levar adiante as negociações.

A China desempenhou um papel construtivo na questão ucraniana, disse Kuleba, mencionando que a Ucrânia está pronta a fortalecer a comunicação com o lado chinês e espera a mediação da China para alcançar um cessar-fogo.

Wang disse que a situação na Ucrânia mudou rapidamente e que a China lamenta a eclosão do conflito entre a Ucrânia e a Rússia, estando extremamente preocupada com os danos aos civis.

A posição básica da China sobre a questão ucraniana é aberta, transparente e consistente, disse Wang, observando que a China sempre defende o respeito à soberania e integridade territorial de todos os países.

Em relação à crise atual, a China pede à Ucrânia e à Rússia que encontrem uma solução para a questão por meio de negociações e apoia todos os esforços internacionais construtivos que conduzam a um acordo político, disse Wang.

A China acredita que a segurança de um país não pode ser mantida à custa da segurança de outros países, e que a segurança de uma região não pode ser alcançada através da expansão de blocos militares, enfatizou.

À medida que os combates continuam a expandir, a principal prioridade é aliviar a situação o máximo possível, visando evitar que o conflito aumente ou fique fora de controle, especialmente para evitar danos a civis, bem como uma crise humanitária, e garantir a segurança e acesso oportuno à ajuda humanitária, disse.

Wang elaborou sobre a posição da China em relação à garantia da segurança dos cidadãos chineses na Ucrânia e instou o lado ucraniano a assumir as responsabilidades internacionais correspondentes.

O governo chinês atribui grande importância à segurança dos cidadãos chineses na Ucrânia e se preocupa com sua segurança a cada momento, observou Wang, acrescentando que todos os cidadãos chineses na Ucrânia são enviados da amizade China-Ucrânia e amigos do povo ucraniano.

O processo de evacuação de chineses e estudantes estrangeiros da Ucrânia está em andamento, disse Wang, expressando gratidão ao lado ucraniano pelo apoio, cooperação e ajuda do governo e da sociedade ucranianas.

A China aprecia o lançamento de trens especiais de evacuação para estrangeiros por parte da Ucrânia, o que está em concordância com o espírito humanitário internacional, disse Wang.

O chanceler chinês disse esperar que o lado ucraniano tome todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos cidadãos chineses na Ucrânia e continue a permitir a facilitação da sua evacuação.

Kuleba disse que é um dever da Ucrânia garantir a segurança de cidadãos estrangeiros, e que atribui grande atenção às preocupações da China.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui