Navios de guerra da China e Rússia travessam pelo Estreito de Tsugaru

Apesar da proximidade com Japão, o Ministério da Defesa do país negou qualquer violação de fronteira marítima.

226

Ontem (18), dez embarcações de guerra, sendo cinco russas e cinco chinesas, atravessaram o Estreito de Tsugaru, no Mar do Japão. As embarcações participavam do último dia dos “exercícios anuais Cooperação Marítima 2021”.

Apesar da proximidade com o território japonês, o Ministério da Defesa do Japão disse que a passagem dos navios russos e chineses pelo Estreito está em conformidade com a Lei Internacional, e que não houve nenhuma violação da fronteira marítima.

Estreito de Tsugaru

No Estreito de Tsugaru, as águas territoriais do Japão se estendem por apenas três milhas náuticas (5,6 km), ao invés do usual, que é de 12 milhas náuticas (22 km).

Image
Estreito de Tsugaru separa as regiões de Honshu e Hokkaido, no norte do Japão.

Isso se dá pelo fato do Japão ter cedido suas águas internacionais no Estreito de Tsugaru afim de que o trânsito de navios de guerra estadunidense de capacidade nuclear pelo Estreito não violassem a proibição japonesa de armas nucleares em seu território.

Violações ocidentais na província chinesa de Taiwan

Sob a bandeira da “liberdade de navegação”, os EUA e seus aliados ocidentais vem violando o Mar do Sul da China, com desfile de navios e porta-aviões, ameaçando a paz e estabilidade da região.

No último domingo (17), a China emitiu um comunicado denunciando a passagem de navios de guerra dos EUA e do Canadá pelo Estreito de Taiwan. Os EUA respondendo afirmando que o Destróier classe Arleigh Burke USS Dewey dos EUA, e a fragata canadense HMCS Winnipeg, atravessaram a parte navegável “entre China e Taiwan”.

As constantes provocações de países ocidentais no Mar do Sul da China dos últimos meses aumentaram a pressão contra China e Rússia. Dessa forma, os dois países tem reforçado sua cooperação no âmbito militar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui