Porto de livre comércio da China revela plano de abertura

309

A província de Hainan, no sul da China, planeja focar em três setores, incluindo compras duty-free, atendimento médico internacional e educação internacional, em seu esforço para se tornar um destino de consumo e turismo internacional, de acordo com seu Plano de desenvolvimento 2021-2025.

A província da ilha é um porto de livre comércio. O plano publicado recentemente estabelece como meta que a indústria do turismo contribuia com 17,8% do crescimento econômico total até 2025.

Esforços serão realizados na Zona Piloto de Turismo Médico Internacional de Lecheng, em Boao, para introduzir e cultivar um lote de instituições médicas profissionais e sofisticadas para promover o progresso da pesquisa em células-tronco, células imunológicas e terapia genética, além de outras novas técnicas no setor da área biomédica.

A zona piloto médica também incentiva as pessoas dos países que aderiram à Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP, na sigla em inglês) para irem ao local para tratamento. Em 2025, Lecheng deve atrair cerca de 500.000 pessoas para receber serviços médicos em Hainan, observou o plano.

Com relação à educação, Hainan incentiva as faculdades e instituições educacionais do exterior a se estabelecerem na ilha.

O número de estudantes internacionais em Hainan deve chegar a 10.000 até 2025. A província também introduzirá cerca de 15 escolas secundárias e jardins de infância internacionais e mais de três universidades estrangeiras de alto nível e faculdades vocacionais em ciência, agricultura e medicina até 2025.

Em junho passado, a China divulgou um plano mestre para transformar a província no extremo sul do país em um porto de livre comércio de alto nível e de influência global até a metade do século.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui