Projeção do FMI avalia aceleração da economia chinesa para 2023

Projeção de crescimento de 4,4% da China em 2023 pelo FMI mantém o país na frente da média mundial

365
(Foto: Wei Jinsong / Diário do Povo Online)
- 广告 Publicidade -

Apesar dos avisos constantes de analistas econômicos ocidentais sobre um “colapso iminente” chinês, o Fundo Monetário Internacional (FMI) projetou um crescimento de 4,4% em 2023 e 2024, acima da média mundial (2,7%). Para 2022, mesmo com a política de COVID zero ainda aplicada pelo governo, a projeção também é acima da média mundial, 3,2%.

A projeção de crescimento da China em 2023 é a maior entre as cinco maiores economias do mundo. A projeção de crescimento dos EUA (+1%), Japão (+1,6%) e Reino Unido (+0,3%) estão abaixo da média mundial, ao passo que a Alemanha (-0,3%).

- Publicidade Patrocinada -

No relatório apresentado na quarta-feira, o FMI “sugere” que a China acelere a redução das restrições. A vice-diretor do FMI Gita Gopinath afirmou que os “bloqueios mais frequentes” pesaram no consumo e no investimento privado.

Para Gopinath, a “onda regulatória” que teria chegado ao setor imobiliário “aumentou as graves tensões financeiras”, o que teria levado a uma desaceleração de vendas e redução dos investimentos, bem como da venda de terras.

Na avaliação do FMI, as tensões mundiais são um problema. Devido à prática de sanções unilaterais que levam à fragmentação da economia mundial, os investimentos diretos e cooperações no âmbito tecnológico poderão ser comprometidos.

- Publicidade Patrocinada -