Tradicional produção de chá da China entra na lista do patrimônio cultural da UNESCO

235
O item "Técnicas tradicionais de processamento de chá e práticas sociais associadas na China" passou no exame na 17ª sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, realizada em Rabat, Marrocos, em 29 de novembro de 2022. (Foto: Xinhua/Xu Supei)
- 广告 Publicidade -

A tradicional produção de chá da China foi adicionada nesta terça-feira à lista de patrimônio cultural imaterial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) na capital marroquina de Rabat.

O item “Técnicas tradicionais de processamento de chá e práticas sociais associadas na China” passou no exame na 17ª sessão do Comitê Intergovernamental  para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, realizada em Rabat de 28 de novembro a 3 de dezembro.

- Publicidade Patrocinada -

A medida reconhece o conhecimento, as habilidades e as práticas em torno do manejo da plantação de chá, da colheita de folhas de chá, do processamento manual, do consumo e do compartilhamento, disse a UNESCO na sua página web ao apresentar a inscrição.

Desde os tempos antigos, o povo chinês tem plantado, colhido, feito e bebido chá. Os produtores desenvolveram seis categorias de chá: chás verde, amarelo, escuro, branco, oolong e preto. Juntamente com chás reprocessados, como perfumados de flores, existem mais de 2.000 produtos a partir dele na China.

O chá é ubíquo na vida diária do povo chinês, já que embebido ou cozido é servido em famílias, locais de trabalho, casas de chá, restaurantes e templos, para citar algumas ocasiões. É também uma parte importante da socialização e cerimônias, como casamentos e sacrifícios, acrescentou a UNESCO.

A China agora tem 43 itens na lista de patrimônio cultural imaterial, mantendo-se como o país mais alistado do mundo.

A foto tirada em 29 de novembro de 2022 mostra o cenário na 17ª sessão do Comitê Intergovernamental  para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da UNESCO, realizada em Rabat, Marrocos. (Foto: Xinhua/Xu Supei)
Fang Zhou (Esquerdo) aprende como fazer o chá de rocha Wuyi, um tipo de chá oolong, de sua mãe em um workshop na vila de Xingcun da cidade de Wuyishan, Província de Fujian, sudeste da China, em 10 de maio de 2020. (Foto: Xinhua/Wei Peiquan)
Aldeões colhem folhas de chá em um jardim no distrito de Mianxian da cidade de Hanzhong, Província de Shaanxi, noroeste da China, em 19 de abril de 2022. (Foto: Xinhua/Tao Ming)
- Publicidade Patrocinada -