UE exclui 7 bancos russos do SWIFT e proíbe divulgação de conteúdo da Sputnik e RT em seus países

A nova sanção anunciada pela União Europeia impede os bancos russos de transferir fundos para outras instituições financeiras em todo o mundo.

96

A decisão tomada pela UE remove os seguintes bancos russos do sistema de pagamentos SWIFT: VTB, Banco Otkrytie, Novikombank, Promsvyazbank, Banco Rossiya, Sovcombank e VEB.

Um porta-voz do banco VTB, a maior instituição entre as sete, disse que a sanção não vai afetar as operações dentro do território russo. O Sistema de Transmissão de Mensagens Financeiras do Banco da Rússia e o Sistema Nacional de Cartões de Pagamento, lançados na Rússia após as sanções de 2014 impostas pelas nações ocidentais contra o país, irão garantir o funcionamento das transações bancárias na Rússia.

- Publicidade Patrocinada -

Embora a sanção anunciada aos sete bancos russos cancele a operação das instituições nos Estados Unidos, União Europeia, Canadá e Reino Unido, ainda é possível a realização de determinadas transações internacionais.

Os bancos removidos do sistema SWIFT ainda podem transferir dinheiro em nome de seus clientes para outros bancos em países que não impuseram sanções contra eles, mas o processo pode demorar muito tempo.

O SWIFT é uma organização independente com sede na Bélgica que funciona como um sistema interno de mensagens entre cerca de 11.000 bancos e instituições financeiras em mais de 200 países.

Bloqueio digital

Como havia sido anunciado pela UE na terça-feira (1º), entrou em vigor nesta quarta-feira (2) o bloqueio dos conteúdos divulgados pelas mídias russas RT e Sputnik em território europeu.

“Hoje, estamos dando um passo importante contra a operação de manipulação [na Ucrânia] do [presidente russo Vladimir] Putin e fechando a torneira para a mídia estatal russa na UE”, afirmou o chefe de política externa da UE, Josep Borrell, em comunicado divulgado nesta quarta-feira (2).

O grupo de mídia Rossiya Segodnya, que inclui a Sputnik, também informou que os serviços do Google começaram a banir seus aplicativos em sua loja on-line oficial e a restringir acesso a publicações, medidas classificadas pela agência russa de “censura”. Também nesta semana, os canais da RT e da Sputnik foram bloqueados no YouTube.

As sanções anunciadas pelos países do Ocidente são uma resposta à operação militar especial iniciada pelo Kremlin na última quinta-feira (24), que tem o intuito de desmilitarizar a Ucrânia e combater a presença de neonazistas no país para garantir a segurança da região de Donbass e da Rússia.

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui