Verificação dos fatos: 60% dos voos cancelados na China, mas não foi da noite pro dia

Fake News: Não é verdade que 60% dos voos civis na China foram cancelados da noite para o dia na China. Explicações de tabloides sensacionalistas vão desde golpe militar contra Xi Jinping até invasão extraterrestre

964
Beijing Daxing International Airport (foto: Arne Müseler/Creative Commons)
- 广告 Publicidade -

Circula nas redes sociais uma história de que 60% dos voos da China continental teriam sido cancelados. A matéria toma proporções apocalípticas ao ser associada com um outro boato de que o presidente da China, Xi Jinping, teria sido “colocado em prisão domiciliar” por uma junta militar golpista, o que explicaria o grande volume de cancelamentos. Outras fontes sugerem até “invasão extraterrestre”.

A história surge de um tabloide sensacionalista redigido por membros da seita extremista Falun Gong e carece de veracidade. A China se aproxima do seu feriado nacional mais importante, o Primeiro de Outubro, que marca o aniversário da República Popular da China, e também do 20º Congresso do Partido Comunista da China. A aproximação desses dois eventos tem trazido uma série de especulações fantasiosas para tentar promover instabilidade no gigante asiático.

- Publicidade Patrocinada -
Manchete sensacionalista sugere um golpe militar contra o Presidente Xi Jinping

Aos fatos

Foi divulgado na semana passada um relatório sobre os números da aviação civil na China. Esse relatório indica que, em relação ao ano de 2019, houve uma redução de 60,7% dos voos civis.

Com a aplicação da política apelidada de “COVID zero” na China, a realização de voos planejados é incerta, o que tem incomodado muitos chineses. Mas a política do governo de combate à pandemia não é o único fator: intempéries climáticas, bem como o agravamento de conflitos na Eurásia e na Ásia Central, tem afetado a aviação civil de vários países da região.

Relatório da Operação de Aviação Civil para a 37ª Semana de 2022

O número de voos operados pela aviação civil chinesa é de quase 40.000, uma queda anual de 46,4% em relação a 2021, e uma diminuição de 60,7% em relação ao período pré-pandemia, em 2019. A taxa de voos planejados que de fato foram realizados é de 35,9%, o que implica em uma taxa de cancelamento superior a 60%. Na 36ª semana do ano em curso, o número de voos executados foi de 31% dos planejados. Na 35ª semana, foi de 39,9%.

No primeiro semestre de 2022, devido ao impacto da pandemia em território chinês, a aviação civil estima que cerca de 120 milhões de passageiros tenham sido transportados. Isso representa uma queda de 63,4% em relação aos números de 2019, 20% em relação a 2020 e 52% em relação a 2021.

Por tanto, é verdade que 60% dos voos da China foram cancelados, mas é mentira que isso teria ocorrido da noite para o dia, e mais mentira ainda que esses cancelamentos teriam ocorrido em função de um suposto golpe militar contra o Presidente Xi.

As manchetes sensacionalistas que tomaram a hashtag #XiJinping hoje no Twitter fazem uso de informações desencontradas para criar uma narrativa maliciosa contra a China. Portanto, são só mais algumas entre tantas notícias falsas sobre a China.

* Com informações da Travel.China

- Publicidade Patrocinada -

留言 DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui